STF STF

Notícias STF
Sexta-feira, 20 de Março de 2020

Secretário de Saúde do STF fala à TV Justiça sobre medidas de prevenção do contágio pelo novo coronavírus

Em entrevista à TV Justiça, o médico e secretário de Saúde do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Polo Dias Freitas, destaca algumas orientações sobre o combate ao novo coronavírus (Covid-19) e faz recomendações aos servidores, colaboradores e funcionários da Casa para impedir o contágio, com base nos protocolos de atendimento indicados pelo Ministério da Saúde. “Nós estamos diante de uma pandemia e isso traz mudanças constantes e realinhamento de conduta”, afirmou o secretário durante entrevista conduzida pelo jornalista Carlos Eduardo Cunha.

Segundo o médico, também é importante tomar medidas como: manter padrão de sono, fazer atividade física, se alimentar em horários específicos e tomar bastante líquido. “Um organismo hidratado é um organismo que tem imunidade preservada”, destacou.

Combate ao vírus

O STF está desenvolvendo uma série de medidas para impedir a transmissão do coronavírus nas dependências da Corte. Entre elas, a frequência da limpeza nos banheiros, elevadores, corrimãos e maçanetas foi intensificada, além de terem sido comprados e instalados dispensadores de álcool em gel nas áreas de circulação e no acesso às salas de reuniões e gabinetes. O trabalho remoto foi autorizado para os servidores e funcionários da Casa maiores de 60 anos de idade e pessoas com doenças crônicas, entre outros.

As medidas estabelecidas na Resolução 663/2020, editada pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli, incluem a suspensão temporária do atendimento presencial, a visitação pública e a entrada de público externo no restaurante e na Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal. Nos dias de julgamento no Plenário físico e nas Turmas, que ocorrerá a cada 15 dias, o acesso às sessões fica restrito às partes e advogados da pauta do dia. Outra providência tomada foi a ampliação das hipóteses de julgamentos a serem realizados por meio eletrônico, com a possiblidade de manifestação por parte dos advogados, nos casos em que o regimento prevê sustentação oral.

Confira a matéria da TV Justiça sobre o assunto e a entrevista do secretário de Saúde do STF, Marco Polo Dias Freitas:

EC/EH



<< Voltar




Supremo Tribunal Federal